Gatíneos e bebezíneos. Higiene Natural para mamíferos domésticos! rsrsrsrs

February 5, 2018

 

 

O que Gatíneos têm a ver com bebezíneos?

Muita coisa!!

Os filhotinhos de gatos, mamíferos que são, nos primeiros dias de vida dependem exclusivamente da mãe porque nem xixi e nem cocô conseguem fazer sozinhos.

 

Vou contar a experiência que estou vivendo.

Há dois dias uma pessoa desalmada abriu o meu portão e colocou dentro do meu quintal em uma caixa de sapato um gatinho de aproximadamente 15 dias com meio saco de ração. O detalhe é que o bichinho ainda não tem dente! As pessoas já perderam tanto a sensibilidade que não deixam nem os filhotinhos abrirem os olhos direito e aprenderem a andar para assim "despacharem", sem comentários!

O fato é que o gatinho precisa de auxílio pra tudo, pra mamar, pra fazer xixi e também para o cocô. Enquanto não é atendido ele chora, chora muito, incessantemente, atendido contempla a vida, observa. fica calmo. Para o cocô eu molho um paninho e passo na bundinha dele, simulando a “língua” da mãe, porque era isso que a gata faria, lamberia a bundinha dos seus filhinhos para captar o xixi AND comeria o cocozinho, até que os filhotes possam sair do “ninho” e irem sozinhos evacuar e ainda assim, a gata seria responsável ou por comer ou por enterrar as evacuações de seus filhotes, pouco a pouco, enquanto os gatinhos mamam e crescem suas mamães lhe ensinam o procedimento para fazer xixi e cocô.

O bebê gato que apelidamos de "SOL" é muito previsível, ele dorme bastante, acorda chorando, eu tiro ele do “ninho” (um baú de palha super arejado onde coloquei um urso e panos para ficar confortável e aquecido para ele) e o coloco na grama, em poucos segundos o gatinho faz xixi chorando. Então chora ainda mais, quer mamar, mama igual um bezerrinho, mega esfomeado, reclama mais uma vez, chora, vai pra grama, roda roda, cocô, com dificuldade, choro, que estranho isso, cadê minha mãe pra ajudar (ele deve pensar). E eu fico ali, fortalecendo o processo. Aos poucos acredito que ele aprende a enterrar com a outra gatinha que adotei recentemente, LUA, que já é maiorzinha e já entende esse processo e o lugar indicado. SOL tadinho, mimoso, mal anda.

 

 

E, neste ponto, o que os bebês humanos têm a ver com os gatinhos?

 

 

Praticamente tudo, poderia usar até as mesmas palavras dos parágrafos anteriores para me referir aos bebês humanos, a diferença é que nós, mães humanas, culturalmente não atendemos mais as evacuações dos nossos bebês gerando assim uma série de micro problemas que parecem não ter fim. Como no caso das assaduras, das constipações ou muitos cocôs diários, insônia, choro sem sentido, irritabilidade, problemas com amamentação/alimentação, entre outros.
Tudo seria diferente se praticássemos higiene natural e, assim como as gatas, atendêssemos as necessidades de evacuação dos nossos bebês que, se prestarmos atenção, veremos que são previsíveis. Acordar xixi, antes de dormir xixi, após refeições cocô, desconforto/irritabilidade ou choro sem sentido, xixi e assim por diante. 


"Precisamos confiar na nossa própria espécie. Nossos instintos e emoções já possuem 400mil anos de experiência e, por lógica, nossos filhos herdam todo esse conhecimento intrínseco em nossos DNAs. Assim como no mundo animal, especialmente no que diz respeito aos mamíferos, os filhotes e bebês nascem com um instinto de não "sujar o ninho” ou a si próprios. Não pensem que é à toa que justamente na hora em que um bebê é mudado/trocado, acontece aquele escape "com gosto" sujando trocador, cama, parede, tapete, mãe, tudo. Parece que aquele recém-nascido 'espera' para uma mudança de fraldas e, em seguida, faz xixi ou cocô por toda a parte.

É importante sempre lembrar e relembrar que os bebês não possuem controle esfincteriano de retenção, mas são capazes de relaxar os esfíncteres. Dada oportunidade e antes que tenham aprendido alguma coisa diferente, os recém-nascidos gostam de ter seus traseirinhos livres ao ar fresco, daí a possibilidade real de praticar a Higiene Natural com bebês de alguns dias. Pois, quando sentem vontade de evacuar, instintivamente têm vontade de se comunicar (e a posição de troca de fraldas com olho no olho + posição fisiológica é perfeita para isso), fazendo o relaxamento dos seus minúsculos músculos do assoalho pélvico.

Além disso, não é de hoje o conhecimento de que os bebês têm suas maneiras de se comunicar com os cuidadores, como por exemplo, quando sentem fome, sede, sono, etc. Inclusive já foram desvendados seus sons e o que eles querem dizer. Rapidamente os bebês aprendem a associar seus sentimentos com a própria ação e função corporal com a consequente reação dos seus cuidadores. Não para fazer manha, mas para ter suas necessidades atendidas, o que permite que eles distingam os diferentes sentimentos que possuem e a consequente reação dos seus cuidadores que, por sua vez, agem de forma consistente e adequada. Então, se eles estão com fome são alimentados, se eles estão cansados são colocados para dormir e se eles precisam "ir ao banheiro" quando ainda não caminham e sequer sabem para que sirva um banheiro, precisarão de ajuda para isso também.

Nossa sociedade criou as fraldas como uma maneira dos pais manterem-se limpos e aprimorou a técnica até chegar ao que conhecemos hoje, boicotando as evacuações dos homo sapiens por conta da modernização da vida. Portanto, ainda que demore um pouco para "desaprender" a memória recente, e "reaprender" a memória ancestral, vinda lá do nosso parente Neandertal, esse resgate só traz benefícios à criação de um bebê." (PAZ, 2017, pg 13 e 14).

 

 

(conteúdo do livro Bebê sem Fralda Brasil Higiene Natural por Fernanda Paz disponível em www.bebesemfraldabrasil.com/e-book). 

 

 

Ficou com curiosidade sobre Higiene Natural? Leia mais no livro. Apoie este projeto, conheça a página no Facebook 

https://www.facebook.com/bebesemfralda

 

o Instagram: 

https://www.instagram.com/bebesemfralda/

 

o site: 

https://www.bebesemfraldabrasil.com/blog

 

o canal no YouTube

https://www.youtube.com/channel/UCu2uJckEl4KAcUgL8QhnefQ?view_as=subscriber

 

 

Mande dicas, dúvidas, participe do grupo no FB:

https://www.facebook.com/groups/111961652805486/

 

 

 

Aproie esse projeto e adquira agora mesmo o livro com o super desconto de Carnaval por apenas R$10,00 válido somente para depósitos bancários:

O livro do Bebê sem Fralda Brasil está disponível em PDF no site www.bebesemfraldabrasil.com e custa R$22,44, porém, de hoje (04/02 até 15/02), você poderá comprar exclusivamente por apenas R$10,00 desde que realize o depósito bancário no Banco do Brasil (ag 4397-4 cc 15.732-5), depois basta enviar o comprovante junto com seu endereço de email por qualquer meio de comunicação do @bebesemfraldabrasil ! 
Corre lá pra aproveitar essa super promoção pra aprender TUDO o que você precisa saber sobre #higienenatural ou #eliminationcommunication com #embasamentocientífico 
Aprenda sinais, dicas, veja relatos, opiniões profissionais e pessoais e todas as razões de praticar através do primeiro livro do mundo em português e com base em ciência sobre este método que visa atender as necessidades de evacuação dos bebês e está cativando cada vez mais e mais famílias! 
De quebra você apoia o trabalho de uma #maeempreendedora

 

 

Fiz uma live sobre isso aqui ó:

https://www.facebook.com/bebesemfralda/videos/1864976370201603/

 

 


#livro #conhecimento #promocao #promoçãodecarnaval
#bebesemfralda #bebecomfralda #higienenatural #maternativa #eliminationcommunication #hnporfernandapaz #ec #hn #escuteseubebe #instababy 

#pregnancy #partonatural  #gravidez  #babygirl  #babyboy  #fotografiadeparto  #babywearing  #amamentacao #lmld #colicas #blocodobebesemfralda
#demulherpramulher #escritora #mãe #disciplinapositiva #comunicacaonaoviolenta

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

O bebê não avisa sempre que precisa fazer xixi. Entenda...

March 3, 2018

1/1
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags